Hello Darling
Eclética and nefelibata.

dobradobemol:

Engenheiros do Hawaii - Alívio Imediato



“Eu não caibo mais nas roupas que eu cabia, não encho mais a casa de alegria. Os anos se passaram enquanto eu dormia, e quem eu queria bem me esquecia.”
Nando Reis.  (via so-a-dois)

“Você vai lembrar de mim. Vai sim. Não hoje, não amanhã, mas vai. Passará algum tempo, diria até um longo tempo. Sua vida estará quase toda feita, com estudos concluídos, com trabalho fixo e apartamento próprio. Mas você vai lembrar, quando deitar a noite e pensar que poderia ter uma pessoa que te ama orando por você, ou que poderia até estar orando ao seu lado pra deitar na mesma cama que a sua. Você vai lembrar quando sentir um perfume adocicado no ar e aparecerá meu nome e minha imagem em sua mente. Você vai lembrar que tinha um alguém que estaria do seu lado em qualquer dificuldade que aparecesse. E mesmo que tenha um outro alguém, você passará por bons momentos mas lembrará de mim e saberá que não são melhores apenas por não ser comigo. Você vai lembrar, e vai perceber que poderá ser feliz o quanto for em sua vida, mas que se fosse comigo, eu te faria muito mais.”
Rafael Lemos.     (via floricitada)






“Depois de dois ou três dias sumido você aparece com a maior cara de pau do mundo e diz que não tem nada pra fazer “vamos nos encontrar?”, penso uma, duas e mais uma outra vez, mas a negação falha, “vamos”. Eu entro no teu carro e sinto o cheiro inebriante de madeira, terra, chuva, sexo e confusões. Você diz que quer sentir a batida do meu coração e poe a mão no meu peito, você sabe que é desculpa, eu sei que é desculpa… Depois de toques, beijos, suor, in and out, tapas e puxões de cabelo, de olho no olho e de abraço apertado no meio, você me diz “vamos embora”. Que medo é esse que você não consegue ficar conversando comigo por mais de 3 minutos sem involuntariamente fazer carinhos, vomitar elogios e suspirar umas mil vezes? Que receio é esse que depois de dizer que sou literalmente toda linda você precisa coçar o queixo e manear a cabeça olhando pro céu como se estivesse pedindo ajudo pro seu auto-controle? Tens alergia de sentir, tens nojo da prisão emocional? Morre de medo de não conseguir parar de pensar na coisinha de 17 anos que em suas próprias palavras “É um puta estereotipo, mas abre a boca e me da um tapa de luva e manda embora todas as minhas falsas expectativas”, e com todo o pavor aumenta o som do carro com a música que dedicou pra mim. Acelera e vai embora. E some por mais dois ou três dias. Até que a vontade de me ter e me sentir aperta. E a sua negação falha.”
(via erikaavf)

THEME